A admiração mútua é o que normalmente aproxima duas pessoas e as faz despertar para um sentimento maior: o amor.

Assim se constrói um relacionamento amoroso. Duas pessoas que se admiram aproximam-se, então, conhecem-se, e, por fim, começam a namorar. E diante de tantas qualidades que a pessoa amada possui, essa admiração cresce ainda mais.

E assim permanece, até o casamento.

Mas, ao contrário do período de namoro, em que a admiração de um pelo o outro aumenta a cada dia, com o casamento ela diminui a cada dia, visto que é no casamento que os defeitos, antes escondidos, vêm à tona, com a convivência diária. E aí é preciso muito cuidado para não deixar que esses defeitos da pessoa amada anulem as qualidades que continuam lá, embora você já não consiga mais enxergá-las. Sim, elas continuam lá. Aquelas mesmas que um dia fizeram com que vocês se apaixonassem.

A apresentadora e palestrante Cristiane Cardoso explica que é justamente aí que o relacionamento de muitos casais é abalado, porque passam a prestar atenção apenas nas fraquezas do parceiro e se esquecem das qualidades que tanto admiravam no início do relacionamento.

O problema é que a pessoa esquece-se que falhas todos têm, inclusive ela, e desde que não sejam falhas que comprometam a sua integridade física, moral e emocional, é preciso aprender a conviver com elas para a própria sobrevivência do relacionamento.

Cristiane ensina, entretanto, que para manter viva ou recuperar a admiração pelo parceiro é necessário tomar algumas atitudes. Para isso, comece a praticar essas 5 dicas deixadas por ela:

1 – Envolva-o nas suas decisões: Se você quer que o seu esposo se interesse em você, no que você pensa e no que você quer dele, comece a envolvê-lo mais em sua vida. Mesmo que não precise da opinião dele, peça-a. Isso vai fazê-lo sentir-se importante para você, e as consequências disso são um marido mais atento às suas necessidades.

2 – Lembre-se dos pedidos dele: Uma das coisas mais irritantes para um marido é pedir algo para a esposa e nunca ter o seu pedido atendido por ela, enquanto todos têm. Os filhos têm, os pais têm, o patrão tem, mas ele não. Tudo que ele pede ela se esquece de fazer ou deixa para depois, para ele ter de lhe pedir mais mil vezes. A esposa que sempre se lembra dos pedidos de seu marido tem um marido que se sente priorizado e, consequentemente, irá priorizá-la também.

3 – Elogie-o publicamente: Mesmo que ainda ele não seja tudo aquilo que você quer que ele seja. Quanto mais você o elogiar, mais ele se aperfeiçoará naquilo, e mais desejará ser melhor, inclusive como marido. Muitos filhos não admiram os seus pais justamente porque as mães estão sempre apontando os erros deles na frente das crianças. Se você quer um marido admirável, comece a admirá-lo. Quanto mais admirado ele se sentir, mais razão ele lhe dará para admirá-lo.

4 – Pratique a regra das 48 horas: A cada 2 dias faça algo positivo pelo seu marido. Um agrado, um elogio, um carinho, uma atenção maior, um favor, enfim. Se você mantiver esse ritmo de estar sempre agradando, a cada 48 horas, ele vai entrar numa competição com você de quem agrada mais quem.

5 – Entenda e aprecie o trabalho dele: Ele pode não ganhar tanto quanto você gostaria que ele ganhasse, ou o trabalho dele pode não ser o trabalho dos seus sonhos, mas ele é trabalhador, e isso em si já é de grande valor. Caso ele não esteja trabalhando atualmente, pratique as dicas anteriores e ele logo vai querer prover o melhor para você também e, por isso, vai se esforçar para arrumar um emprego.

Para aprender mais sobre como ter um relacionamento feliz, participe das palestras da Terapia do Amor, todas a s quintas-feiras, às 20h, na seguintes moradas:

Templo Maior Lisboa - Rua Dr. José Espírito Santo 36, 1950-097
CdA do Porto - Rua Egas Moniz 485, 4050-237
CdA de Gaia - Rua do Agueiro 151, 4400-004
CdA de Coimbra – Rua do Sota 20, 3000-392
CdA de Portimão – Largo Gil Eanes, Lote A 8500-536
CdA do Funchal – Rua Dr. Brito Câmara 33, 9000-123
CdA de Ponta Delgada – Rua da Boa Nova 5, 9500-296
Acesse também a página da Terapia do Amor no Facebook:
facebook.com/terapiadoamoreuropa