Muitas pessoas agem de certa maneira e não sabem o porquê, pensam que ja nasceram assim ou que é uma questão genética.

A realidade é que tais atitudes ou comportamento foi implementado ou adquirido pela pessoa durante a sua vida e situações que vivenciou.

Como se conhecer?

1. Estudar a árvore de onde você saiu

Comentários que você ouviu por parte dos pais, atitudes dos mesmos que você vivenciou, podem ter sido fatores relevantes para que você tenha um comportamento semelhante ao dos seus pais. Por exemplo, se uma pessoa sempre viu os pais discutirem ela vai ter a mesma atitude no seu casamento, pensando que isso é normal, pois foi sempre esse “exemplo” que ela viu desde a sua infância.

É também importante que o cônjuge entenda o porque do parceiro (a) agir de certa maneira não muito agradável, e procurar ajudá-lo a mudar.

2. Relacionamentos passados

Os relacionamentos passados afetam o relacionamento presente.

Muitos não conseguem entrar em um novo relacionamento e serem felizes, pois trazem para o seu relacionamento atual coisas do passado que ela acaba por promover no seu relacionamento atual sem aperceber-se disso.

Então você deve analisar se relacionamentos que você teve no passado estão a influencia-lo hoje.

3. Na infância ou na época escolar

Traumas e complexos do passado também influenciaram em quem você se tornou hoje, muitos por terem sofrido bullying na escola, ou por terem sido rejeitados, são ainda hoje afetados por este passado e vêm seus relacionamentos sofrerem por causa destes mesmos sentimentos e pensamentos.

Se você identificou-se com algum destes pontos, e viu que deve mudar, então analise e lute para que essa mudança seja real e visível na sua vida.