Uma festa de casamento com tudo o que tem direito: bolo, música, a presença de amigos e familiares e uma noiva usando um vestido branco, como manda a tradição. O único detalhe – e talvez o menos importante para ela – é que não há noivo. Essa foi a festa organizada por Laura Mesi, que vive na cidade de Lissone, na Itália.

A personal trainer, de 40 anos, se considera uma solteira convicta, tanto que comemorou o fato casando consigo mesma. Além da celebração, ela também marcou a lua de mel sozinha, em Marsa Alam, no Egito. Em entrevista ao jornal La Repubblica, ela revelou que, de qualquer forma se casaria até os 40 anos. Se não fosse com um homem seria consigo mesma. Ao todo, ela gastou pouco mais de 10 mil euros (cerca de R$ 37 mil).

A notícia é muito curiosa, mas por incrível que pareça, ela não é a primeira pessoa a fazer isso. Nello Ruggiero, um cabeleireiro, de 40 anos, também fez o mesmo em maio de 2017. Em Nápole, na Itália, ele afirmou que “não amaria ninguém mais do que a si mesmo”, informou o jornal La Repubblica.

A modernidade parece ter afastado as pessoas da ideia de que dá para ser feliz com outra pessoa. Há os que lidam muito bem com o fato de estar solteiro, mas apesar da aparente alegria – a ponto de fazer uma festa – nada garante que eles realmente estejam bem resolvidos. Afinal, o ser humano não foi feito para viver só.

Existe pessoa certa?

Muitas pessoas, por terem se decepcionado na vida amorosa, no passado, acabam se fechando para o amor e até desacreditando dele. Tudo para evitar sofrer novamente. De acordo com o apresentador da “Escola do Amor”, Renato Cardoso, tal sentimento pode até ser compreensível, porém, não é inteligente.
“Não culpe o amor porque alguém o representou mal a você. Por que você permitiria a memória daquele alguém continuar lhe privando a vida toda do que você precisa?”, questiona o apresentador.

Já há casos de solteiros que desistiram de buscar a felicidade amorosa porque têm a ideia de que só há uma pessoa nesse mundo que se encaixará perfeitamente com eles. “Solteiros sonham com a pessoa que preencherá todos os requisitos na lista que idealizaram. Essa ideia, porém, não é plausível nem matematicamente, nem logicamente, nem espiritualmente”, afirma o apresentador.

Ele explica que a chave para um casamento feliz não é achar a pessoa certa; é fazer as coisas certas. Para isso, ele indica as seguintes ações:

- Cresça seu círculo de amizades

- Escolha com sua cabeça e não com seu coração

- Permita-se iniciar uma amizade

- Se for bem, passe ao namoro com a intenção de conhecer melhor a outra pessoa (não para ir para a cama com ela)

- Se ao conhecer tudo sobre a pessoa você perceber que não será adequada para viver a vida toda com ela, desista o quanto antes, sem dó

- Se você vê as qualidades fundamentais que precisa, então passe para o noivado e casamento

O apresentador conclui: “Não é mágica. Não é sorte. Não é milagre. É atitude com inteligência.”

Por isso, se você está solteiro há muito tempo e pensando que o jeito é casar consigo mesmo, as dicas acima podem ser um norte para que você entenda onde está errando. Invista nessa mudança comparecendo às palestras da Terapia do Amor, que acontecem às quintas-feiras, na Universal do Império ou numa Universal proximo de si! Clique aqui para encontrar o endereço de uma Universal mais próxima de sua casa.