Um fato facilmente observável: quando um casal está em crise, a mulher geralmente é a primeira a buscar ajuda. Nem precisa chegar na crise, na verdade. Qualquer pequeno problema que ela enfrenta no relacionamento, provavelmente vai mencionar para a melhor amiga na primeira oportunidade. Sua esperança é que a amiga lhe dê um bom conselho.

Já o homem costuma agir assim:

  • A mulher dá os primeiros sinais de insatisfação, ele os ignora
  • Ela intensifica os sinais, ele acha que ela está de TPM e continua ignorando-a
  • Estoura uma briga, ele se chateia, trocam palavras duras e ele diz para ela tomar jeito que ele não tem tempo para isso
  • Ele procura ocupar o tempo dele com outras coisas — trabalho, amigos, TV, Internet etc. — para não dar a ela oportunidade de ficar enchendo o ouvido dele
  • Ela se torna amarga, ressentida; passa a cobrar mais atenção dele, apontar onde ele está deixando a desejar; ele acha que ela está ficando louca
  • Ela insiste em pedir um tempo para ele discutir a relação; ele segue dizendo que não tem tempo para isso e que mesmo se tivesse, “não há nada para discutir”
  • As brigas são mais frequentes, os dois estão mais feridos e ausentes da vida um do outro
  • O sexo já quase não rola mais; ele procura se satisfazer por outros meios; ela fica mais e mais insatisfeita, desconfiada e insegura
  • O ambiente é hostil, as vidas praticamente separadas debaixo do mesmo teto; a guerra é fria, intermeada de brigas menos frequentes, mas cada vez mais ofensivas
  • Um dia, a mulher pega as suas coisas, mais as crianças, e vai embora; o marido, agora, se dá conta que havia um problema e quer uma chance para solucioná-lo. Talvez, ele vá até buscar ajuda. Só que, lamentavelmente, a mulher já desistiu de lutar pelo casamento.

Já observei os estágios acima em inúmeros casos. Se você está em crise no seu casamento, pode até se situar em qual desses estágios vocês se encontram atualmente. Não estou dizendo que o fim de todo casamento se dá assim, nem que o culpado sempre é o homem. O que afirmo é que em sua grande maioria, os homens são orgulhosos, omissos e preguiçosos quando o assunto é problema de relacionamento. Por isso, peço licença a você mulher para falar com os raros homens que estão lendo este texto:

Quando é que você vai acordar e ser homem nessa relação? Quando você será cabeça de verdade, líder mesmo, e dar o primeiro passo para salvar seu casamento? Será que sua mulher terá de ser resgatada por outro homem por que você não foi o suficiente para ela? Se você realmente quer ajuda e quer dar o primeiro passo, então venha participar na Terapia do Amor.

Líder é quem dá o primeiro passo. Cabeça é quem pensa.

Terapia do Amor
Todos os sábados às 19hs

Moradas:

CdA de Lisboa – Alameda Dom Afonso Henriques 35, 1000-123
CdA do Porto - Rua Egas Moniz 485, 4050-237
CdA de Gaia - Rua do Agueiro 151, 4400-004
CdA de Coimbra – Rua do Sota 20, 3000-392
CdA de Portimão – Largo Gil Eanes, Lote A 8500-536
CdA do Funchal – Rua Dr. Brito Câmara 33, 9000-123
CdA de Ponta Delgada – Rua da Boa Nova 5, 9500-296
E nos mais de 110 CdA do país,
encontre o mais perto de si aqui ou ligue para a Linha Amigo24hs 21 836 80 08

Acesse também a página da Terapia do Amor no Facebook:facebook.com/terapiadoamoreuropa